Dúvidas

O que é citologia oncótica ou teste de Papanicolaou?

É o exame de prevenção do câncer de colo uterino, com frequência bastante elevada no nosso país, somente suplantado pelo câncer de mama. Foi introduzido pelo médico George Papanicolaou nos E.U.A. e apresentado à comunidade científica em 1928. Contudo, somente a partir da década de 50 foi implantado como método de rotina, dada à comprovação da sua eficiência. O grande sucesso do teste de Papanicolaou se deve à detecção de lesões precursoras do câncer de colo uterino, que não apresentam sintomatologia nessa fase. Assim, tais lesões podem ser tratadas precocemente, de modo simples e sem deixar sequelas para as pacientes. Processos inflamatórios e agentes infecciosos apesar de não ser a prioridade, tambémpodem ser detectados através do exame.

A partir de que época as mulheres devem realizar o teste de Papanicolaou?

Depois do início da atividade sexual, não importando a idade. O exame deve ser realizado de modo regular, anualmente. É muito importante essa continuidade, diminuindo a possibilidade de exames falso-negativos. O exame falso-negativo ocorre quando a paciente tem uma lesão pré-cancerosa ou mesmo câncer e não há descamação de células da lesão. O percentual de falso-negativos é bastante variável nas revisões bibliográficas, dependendo de vários fatores entre eles a qualidade da coleta, tamanho e localização da lesão, rigor às normas recomendadas no processamento laboratorial das amostras e qualificação do citopatologista.

As mulheres que apresentam alguma anormalidade no exame citológico ou colposcópico podem ser orientadas para um seguimento mais rigoroso, repetindo o exame a cada seis meses.

Em que situações poderá ser solicitado que à paciente retornar ao laboratório para repetir a coleta da amostra?

Em alguns casos, a coleta pode ser escassa (raras células na lâmina) principalmente em mulheres na menopausa, devido à atrofia do colo e vagina. Algumas vezes artefatos de esmagamento das células podem ocorrer. Em ocasiões, raras células atípicas são encontradas necessitando de uma maior representatividade numérica para classificação da lesão. A segurança do diagnóstico é a nossa prioridade, apesar de estarmos cientes do incômodo da cliente em retornar ao laboratório e repetir o procedimento. Ressaltamos que um novo exame demanda tempo e custo para o laboratório, já que não é cobrada nenhuma taxa adicional ou nova guia de convênio. Mas é o zelo que temos com as nossas clientes que nos autoriza a obter uma nova amostra citológica com uma melhor qualidade.

Estou com HPV? O que é?

  • O HPV é um vírus, sexualmente transmissível e que possui mais de uma centena de sub-tipos. Apenas alguns desses sub-tipos (grupo B), podem alterar as células e propiciar o câncer. Converse com o seu médico. Evite informar-se com leigos ou outros meios.

  • Preciso de uma segunda via do laudo. Como a obtenho?

  • Entre contato com o responsável e solicite